Terça-feira , 25 Novembro 2014
Últimas Atualizações
Home / Falando Curto e Grosso / Falando Curto e Grosso sobre “O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida”

Falando Curto e Grosso sobre “O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida”

Baseado na obra de Theodor Seuss Geisel – famoso escritor e cartunista americano conhecido mundialmente como Dr. Seuss -, o filme “O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida” é uma colorida e pulsante animação dos diretores Chris Renaud – que também dirigiu “Meu Malvado Favorito” – e Kyle Balda – que possui um extenso currículo na área de animação (“Monstros S.A.”, “Toy Story 2″, “Vida de Inseto”, entre outros). Já o roteirista Ken Dario possui experiência quando o assunto é Seuss, tendo adaptado uma de suas obras para o cinema, o interessante “Horton e o Mundo dos Quem!”. Mas apesar do competente trio no comando, o longa apresenta algo fora do eixo. O resultado não chega a ser negativo, mas fica aquela sensação que tudo poderia ser mais bem aproveitado.

No quesito técnico , o filme realmente encanta. Com muitas cores, personagens estranhos e bem moldados, o visual se torna o ponto mais forte da obra. No entanto, buscando tornar tudo bem acessível – isso em apenas 86 minutos – o andamento acaba sendo esquemático.

Após as devidas apresentações e explanações, sempre ocorre uma montagem musical mastigada ao público. Todas elas são bem divertidas, principalmente a sequência roqueira “How Bad Can I Be?”, no entanto, com essa objetividade praticamente imposta, a fita não aproxima seus personagens da audiência. Parece não existir um protagonista na história, temos apenas coadjuvantes, sendo o próprio Lorax um dos que tem menor visibilidade. Efeitos de um roteiro raso.

O elenco escalado é respeitável. Entre os destaques estão Ed Helms, Zac Efron, Taylor Swift, Betty White e claro, Danny DeVito, que parece combinar até mesmo na fisionomia com o pequenino Lorax.

Mas no final, “O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida”, contrariando tudo que aqui foi dito, diverte. Mesmo com problemas de identidade (parece um musical, mas não é) e não trazendo à tona todo o potencial dos personagens (devido ao roteiro enxuto e suas saídas estratégicas em forma de canção), o filme é uma boa pedida para quem curte animações de maneira despretensiosa.

Encarar com muita seriedade a obra pode até parecer caretice (ser “crítico” ás vezes não é fácil), pois afinal, esta é uma fita principalmente indicada para os pequenos e eles vão adorar. Alguns adultos, nem tanto.

[youtube http://youtu.be/1bHdzTUNw-4]

O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida (Dr. Seuss’ The Lorax)

Sinopse: Baseado no livro de Dr. Seuss sobre um ambientalista que tenta salvar a floresta de um ganancioso fabricante de roupas.
Direção: Chris Renaud e Kyle Balda
Elenco: Vozes de Taylor Swift, Zac Efron, Betty White, Danny DeVito, Willow Smith, Rob Riggle, Sherry Lynn, Ed Helms e Rob Riggle.
Gênero: Animação
Duração: 86 min.
Distribuidora: Universal Pictures
 
* Curto e Grosso é a sessão da Central 42 dos reviews de filmes e séries, apresentados de uma maneira rápida, direta e sem muito blá blá blá.
 
Lista de Posts recentes:
[PTP]posts[/PTP]
 

Sobre Marcio Tarantino

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>