Home / Esporte / Atletas Paraolímpicos retornam ao Brasil com homenagem

Atletas Paraolímpicos retornam ao Brasil com homenagem

Dos 181 atletas que estiveram em Londres representando o País nos Jogos Paraolímpicos, a maior parte voltou ao Brasil na manhã desta terça-feira (11). Integrantes das equipes de natação, atletismo, bocha, fut 5, ciclismo, tênis de mesa e esgrima desembarcaram no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP).

Após desfilarem em dois carros abertos por algumas das principais vias da capital paulista, os 24 atletas que compõem o Time São Paulo, além de alguns medalhistas do estado e dirigentes do Comitê Paralímpico Brasileiro foram recepcionados no Palácio dos Bandeirantes pelo governador Geraldo Alckmin, pela Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, e pelo Secretário de Esportes, José Benedito Pereira Fernandes. Durante a cerimônia, receberam medalhas de Mérito Esportivo.

O nadador Daniel Dias, ganhador de seis medalhas de ouro nesta edição das Paraolimpíadas e que já acumula 15 no total, não escondeu a surpresa com as seis vitórias: “Eu esperava chegar nas seis medalhas, mas todas elas vieram de ouro, o que foi uma boa surpresa”. Sobre ter se tornado o competidor brasileiro com maior número de medalhas em Paraolimpíadas, lembrou as conquistas de Clodoaldo Silva e Adria dos Santos: “Fico feliz em superar esses grandes nomes. É um ciclo de vida, que eles iniciaram, e agora eu completo”.

Alan Fonteles, corredor que surpreendeu o mundo ao vencer o sul-africano Oscar Pistorius nos 200 metros rasos, falou sobre a conquista: Depois de Pequim, foquei na competição que tinha a maior chance, os 200 metros. E venci, realizei um sonho, não apenas por ter vencido o Pistorius, mas por ter ganhado a medalha de ouro”. Ele avisa que pretende defender o título nos Jogos Rio-2016e também treinar forte para a prova dos 400 metros.

Andrew Parsons, Presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), ressaltou a conquista do sétimo lugar na colocação geral: “O Brasil Paraolímpico tem a cara do novo Brasil que queremos – um Brasil que vence e que enfrenta suas dificuldades e que assume sua adversidade. Nenhum desses atletas esconde sua deficiência ou tem vergonha dela. Trabalham em cima disso para se superar”. Parsons fez questão de parabenizar também os treinadores e os profissionais de educação física que trabalham com os atletas para levá-los ao mais alto rendimento.

Já na noite da segunda-feira, a bandeira Paraolímpica desembarcou no Rio de Janeiro trazida pelo Presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman; o Presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons; o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; o Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; além da tenista Nathalia Mayara Azevedo da Costa.

Nota: Recusamos escrever a palavra “paralímpico” conforme o Comitê Paralímpico Brasileiro sugeriu. É um erro ortográfico, uma bobagem como diz o Professor Pasquale em matéria à Folha (http://www1.folha.uol.com.br/colunas/pasquale/1149224-paralimpico-haja-bobagem-e-submissao.shtml). Parabéns aos atletas Paraolímpicos pela garra e conquistas.

* Foto: Marcelo Camargo/ABr

Lista de Posts recentes:
[PTP]posts[/PTP]
 

Sobre Central 42

Veja também:

1ª etapa da Copa São Paulo de Kart Adaptado 2014

A 1ª etapa da Copa São Paulo de Kart Adaptado 2014 acontecerá no dia 15 …