Home / Vá ao Teatro / “Através de um espelho” – peça reestreia em São Paulo para nenhum psicanalista botar defeito

“Através de um espelho” – peça reestreia em São Paulo para nenhum psicanalista botar defeito

O roteiro conta a história de uma família desestruturada que tenta acertar as contas com o retorno da filha, revendo suas relações familiares.

atraves espelho cartazReestreou em 18/11, em São Paulo no Teatro Tucarena, a peça Através De Um Espelho, adaptação do longa-metragem homônimo de Ingmar Bergman, de 1961.

Há dois anos, ao assistir à montagem em Nova York, Gabriela Duarte, que interpreta a protagonista Karin, se encantou com a obra.

“Daquele dia em diante, aquela peça nunca mais me saiu da cabeça. O impacto que esse texto provocou me fez pensar em questões fundamentais: Quem somos nós? O que podemos fazer por quem amamos? E por nós mesmos?” disse ela.

Nelson Baskerville é David, pai de Karin, que de acordo com Valderez Cardoso Gomes, dramaturgista do espetáculo, é o porta-voz de Bergman. “David é realmente sua projeção. Seu criador concede-lhe seus pensamentos e  sentimentos secretos e insondáveis, uma vez que a personagem também é  escritor, e sua obra, vítima de críticas injustas e infundadas, por parte do filho imaturo Max (Lucas Lentini) e do genro Martin (Marcos Suchara), que não têm embasamento para tais censuras.

A peça também retrata o isolamento de David, mas, como diz Bergman: ‘De nada adianta discutir a solidão’. A lucidez das personagens ressalta ainda a incomunicabilidade das pessoas, que são como ilhas isoladas num arquipélago de incompreensão.”

atraves espelho cena

Considerada uma das obras-primas do genial diretor sueco, o foco desta montagem, no entanto, não se pauta pelo sucesso cinematográfico. “Esta encenação não tem nada, absolutamente nada a ver com o filme. A adaptadora já havia feito um trabalho de transposição do filme para o teatro, linguagens muito diferentes entre si. Aqui, Marcos Daud e Valderez Cardoso trouxeram importantes contribuições para que a peça efetivamente pudesse se comunicar com o público brasileiro. Eu não me interesso nem um pouco pelos dilemas escandinavos se esses não forem os nossos dilemas”, explica Ulysses Cruz que dirige a montagem. Ulysses ressalta ainda que o grande desafio é “transformar uma história de conflitos familiar escrita por um sueco em algo vivo, eletrizante, movimentado, para que o público do Brasil consiga se enxergar ali.”.

atraves espelho gabriela duarteApresentado no palco circular do antigo Tuca, o telespectador pode acompanhar todos os lances e ter uma visão quase que de 360° do que acontece em cena. É um vívido partícipe das cenas, que envolve diálogos bem elaborados assim como qualidade no cenário. Os atores buscam todos os cantos do teatro levando o publico a uma interação quase que completa.

Sobre os personagens, notamos a fragilidade de Karin, interpretada por Gabriela Duarte, que sem querer enxergar seu problema, tenta viver num mundo irreal e fazer toda a família a acreditar nele e viver assim. O pai, que deveria ser a força e sustentação da família, acaba por se afastar dos filhos, os tornando mais frágeis, achando que isso será a solução dos problemas. O filho mais novo, Max, ainda na adolescência, vive de sonhos e medos e, por não ter onde se apegar, acaba sendo frágil diante das situações. Já o marido de Karin, o personagem Martin, vive em função da esposa e, analisando a peça, fica a dúvida do mesmo fazer isso por amor, pena ou, até mesmo, por medo do que a realidade da vida pode lhe mostrar.

Um texto carregando de bons diálogos, ótimas interpretações que cativa o público fazendo querer mais.

ATRAVÉS DE UM ESPELHO 

TEATRO TUCARENA (300 lugares) 
Rua Monte Alegre, 1024 (entrada pela Rua Bartira) – Perdizes 
Informações: 3670.8455 / 8454 
Bilheteria: de terça a sábado, das 14h às 19h. 
Estacionamento conveniado: R$ 14 (Rua Monte Alegre, 835/ mediante apresentação do ingresso do espetáculo). Valet Estapar: R$ 20 (somente sábados e domingos) 
Vendas: 4003.1212 e www.ingressorapido.com.br 
Sexta às 21h30 | Sábado às 21h | Domingo às 19h30 
Ingressos: Sexta R$ 50 | Sábado e Domingo R$ 70 
Duração: 75 minutos 
Classificação: 12 anos 
Curta Temporada: de 18 de outubro a 30 de Novembro 
Direção: Ulysses Cruz 
Elenco: Gabriela Duarte, Nelson Baskerville, Marcos Suchara e Lucas Lentini 

 

Sobre Raquel Luciano

Jornalismo me completa. Rede Social é minha diversão. Cinema e música são meus hobbies. Queria piercing e tatuagem, mas mataria meus pais de enfarto. Uma qualidade: bom humor. Um defeito: ciúmes de tudo. Sonho ir a Londres. Morena que já foi loira. Louca mas com estilo.

Veja também:

Marcelo Médici retorna com o hilariante Cada Um Com Seus Pobrema

Cada um com seus pobrema - Uma das produções teatrais de maior sucesso de público e crítica em todo o Brasil em nova temporada, toda quarta, no Teatro FAAP