Home / Cinema / Cinema ao ar livre em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Cinema ao ar livre em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 08 de março, a CINEMATECA BRASILEIRA apresenta uma sessão ao ar livre onde serão exibidos os curtas metragens:

Eh Pagu, eh! (1981), dirigido por Ivo Branco e que conta um pouco da vida e da obra de Patrícia Galvão, a Pagu. Um dos nomes mais importantes do movimento feminista brasileiro. Casada com Oswald de Andrade, participou do Movimento Antropofágico. Jornalista, escritora e tradutora, entre outras coisas, ficou presa por quase cinco anos durante a ditadura Vargas por ser militante do PCB.

Mulheres de Cinema (1976), dirigido por Ana Maria Magalhaes e que aborda a participação profissional da mulher, como atriz ou integrante da equipe técnica, ao longo da história do cinema brasileiro.

E o longa-metragem francês Copacabana (2010), de Marc Fitoussi, comédia estrelada por Isabelle Huppert.

ENTRADA FRANCA

CINEMATECA BRASILEIRA

Largo Senador Raul Cardoso, 207 – próximo ao Metrô Vila Mariana
Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)
www.cinemateca.gov.br

PROGRAMAÇÃO – Sessão especial Dia da Mulher

DOMINGO – 08/03
ÁREA EXTERNA
20h00 EH PAGU, EH! | MULHERES DE CINEMA | COPACABANA

FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES:

Eh Pagu, eh

He-Pagu-EhSão Paulo, 1982, 16mm, pb, 16′ | Exibição digital
com  Aldo Bueno, Clodomiro Bacellar, Edith Siqueira, Julio Calasso

Vida e da obra de Patrícia Galvão, a Pagu. Um dos nomes mais importantes do movimento feminista brasileiro. Casada com Oswald de Andrade, participou do Movimento Antropofágico. Jornalista, escritora e tradutora, entre outras coisas, ficou presa por quase cinco anos durante a ditadura Vargas por ser militante do PCB.

não indicado para menores de 12 anos

Mulheres de cinema, de Ana Maria Magalhães

mulheres-anamariamagalhaesRio de Janeiro, 1976, 16mm, cor, 38′ | Exibição digital

A participação profissional da mulher, como atriz ou integrante da equipe técnica, ao longo da história do cinema brasileiro. O filme resgata importantes figuras do nosso cinema, como Aurora Fulgida, Eva Nil, Carmem Santos, Gilda de Abreu, Carmem Miranda, Eliana, Norma Bengell, Helena Ignêz e Leila Diniz. Narração de Ana Maria Magalhães e Hugo Carvana.

Livre

Copacabana

copacabanafilmeFrança, 2010, 35mm, ficção, cor, 107′ | Legendas em português
com  Isabelle Huppert, Lolita Chammahi, Aure Atika

Apaixonada pelo Brasil e sonhando em conhecer o Rio de Janeiro, a inconsequente Babou passou a vida ignorando as convenções sociais. Nunca se casou ou teve um emprego fixo, e levou uma vida nômade ao lado da filha Esmeralda, que acabou se envergonhando da mãe e não planejando convidá-la para seu casamento. Ferida em seu amor maternal, Babou decide mudar. Vai atrás de um emprego e é contratada para vender apartamentos no litoral em pleno inverno. Para sua própria surpresa torna-se a funcionária modelo e agora precisa encontrar um presente de casamento digno de sua filha e, ao mesmo tempo, sincero de sua parte.

não indicado para menores de 12 anos

Sobre Emerson Lara

Cinéfilo. Colecionador de filmes, séries, quadrinhos, action figures. Fundador e Editor chefe do Central 42.

Veja também:

Animação de Batman com Adam West e Burt Ward no Cinemark

A Cinemark e o Omelete apresentam mais uma aventura do homem-morcego nos cinemas: Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica com Adam West e Burt Ward