Home / Cultura e Entretenimento / Cultura britânica invade São Paulo durante a 17ª edição do Cultura Inglesa Festival

Cultura britânica invade São Paulo durante a 17ª edição do Cultura Inglesa Festival


O Cultura Inglesa Festival chega à sua 17ª edição e se firma no calendário cultural de São Paulo. Assim como aconteceu em 2012, a programação dessa edição não se restringirá à capital paulista levando atrações de música, cinema, teatro, entre outros, para as cidades de Campinas, Santos, São José dos Campos e Sorocaba.

Desde 2011, o Festival assumiu um maior porte ao oferecer ao público, além das atrações culturais escolhidas via edital, shows gratuitos com bandas internacionais de renome como Gang of four, Franz Ferdinand, The Horrors, entre outros. O público também acompanhou esse crescimento, saltando de 40 mil pessoas, em 2011, para mais de 215 mil pessoas no ano passado.

Para a 17ª edição, que ocorrerá entre 17 de maio e 30 de junho, diversas atrações estão programadas.

Confira abaixo um resumo da programação que tem como objetivo fazer um intercâmbio cultural entre o Brasil e a Inglaterra.

Para os amantes da música, a 17ª edição do Festival selecionou bandas internacionais e nacionais, em apresentações que acontecem em 23 de junho, a partir das 12h, no Memorial da América Latina. A cantora inglesa Kate Nash é a atração principal do dia, que ainda contará com a apresentação do quarteto de indie rock inglês, The Magic Numbers. Completam o lineup as bandas brasileiras Bonde do Rolê, com uma homenagem ao grupo The Cure, e Stay Johnny e Mind the Gap, formadas, respectivamente, por alunos e professores da Cultura Inglesa.

Além dos shows, a parte musical do Festival será composta pela festa “Green Sunset especial Cultura Inglesa Festival” que contará com a discotecagem de Carl Barat. A balada, que ocorrerá no MIS, em 22 de junho, a partir das 16 horas, também receberá o DJ Tahira, já conhecido no Brasil pelo seu sofisticado repertório. A partir das 18h30 será possível acompanhar as projeções do “VJ Suave”, projeto que une tecnologia e arte, em desenhos e mensagens projetados nas paredes do Museu da Imagem e do Som, instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

O 17º Cultura Inglesa Festival preparou duas mostras especiais para os amantes da sétima arte. Filmes inéditos, humor, documentários e histórias de bandas e personagens do mundo musical inglês, compõe as mostras Contemporânea e de Rockumentários, que estarão em cartaz entre 7 e 16 de junho nas cidades de São Paulo, Santos, Sorocaba, São José dos Campos e Campinas. Em todas as sessões, antes dos longas, serão apresentados curtas brasileiros, escolhidos via edital promovido pela Cultura Inglesa. Os curadores dos curtas brasileiros foram Daniel Gaggini, Newton Cannito e Rafael Sampaio.

Completa a programação cinematográfica um bate-papo com o premiado cineasta inglês Zam Salim, que falará sobre o cinema contemporâneo britânico. O evento ocorrerá em 13 de junho, no Museu da Imagem e do Som, após a exibição de seu primeiro longa metragem, “Up There”. O bate-papo será aberto ao público e transmitido ao vivo pela internet para espaços culturais das cidades do interior e litoral.

Um dos destaques da programação desse ano é a apresentação de espetáculos de teatro e dança internacionais. As peças “Watch It!”, “Bane” e “The Static” são inéditas no Brasil e já se apresentaram no aclamado Fringe Festival de Edimburgo.

Além dos espetáculos internacionais, fazem parte da programação três peças com montagem brasileira com autoria de dois ingleses e um irlandês. São elas: “Oh os belos dias”, “O Natal de Harry”, “perfeitos, perversos e educados”. A seleção das montagens nacionais foi realizada por meio de edital, pelos curadores Samir Yazbek, Soledad Yunge e Ubiratan Brasil.

O Festival contará também com apresentações da companhia escocesa de dança Smallpetiklein’s. Em Within This Dust, a companhia reúne três coreografias (Falling Man, Embers e S / HE) em uma. O espetáculo explora as imagens marcantes do fotógrafo americano Richard Drew de um homem caindo do World Trade Center durante os ataques de 11 de setembro.

Além da companhia escocesa, o Festival contará com outras três apresentações de dança inspiradas na cultura britânica e escolhidas via edital. Entre as opções estão: “Bananas”, coreografia que expõe corpos movidos por seus órgãos internos em confronto com assuntos indigestos entre homens e mulheres; “Justine” que reúne multifacetadas moldagens de um corpo sobre outro; e “Pedaços de Vontade”, baseado na obra de Tom Phillips. Os curadores de dança foram Alejandro Ahmed, Cássia Navas e Flávia Couto.

As crianças também têm vez no Cultura Inglesa Festival. Com o objetivo de divertir e ensinar, os espetáculos são inspirados em poemas, canções e obras britânicas. “Pequenos Poderes”, “Júlia e o Monstro!? do Lago Ness” e “Eu Amo a Noite!” ficarão em cartaz gratuitamente na sala Cultura Inglesa do Centro Brasileiro Britânico-CBB, entre 8 e 23 de junho, sempre às 16 horas. Os espetáculos de teatro infantil contaram com a curadoria de Angelo Brandini, Jacqueline Obrigon e Tuna Serzedello.

A programação de artes visuais reúne três exposições. “Night Out”, que propõe uma releitura da cerimônia de coroação da rainha Elizabeth II, já em “Resíduos, Rastros e Relíquias” a artista Amanda Mei apresenta seus trabalhos produzidos a partir de aproximações com os meios e modos de produção utilizados nas obras da artista britânica Cornelia Parker. Em “Five O’clockTea”, o artista Rogério Issao Degaki se apropria de elementos do tradicional chá da tarde inglês para criar esculturas gigantes de alimentos do uso cotidiano. As exposições estarão abertas para visitação entre os dias 18 de maio e 30 de junho, no Centro Brasileiro Britânico – CBB e os curadores foram Cláudia Marchetti, Fabio Cypriano, Julio Landmann, Marcelo Araújo e Martin Grossmann.

O Cultura Inglesa Festival traz à São Paulo uma série de atrações que contam um pouco da história e da relação entre a cultura de rua britânica e brasileira. A programação, que contará com exposições em espaços culturais do Projeto Encontros nas estações do metrô, workshops, live painting, entre outras atividades ocorrerá entre 18 de maio e 30 de junho, em diversos pontos das cidades de São Paulo, Santos, Campinas, Sorocaba e São José dos Campos.

Um dos destaques da programação de Cultura de Rua é um bate-papo, aberto ao público, com Nick Walker, artista britânico reconhecido pelo seu talento em utilizar técnicas mistas de pintura e estêncil, com uma forte influência do grafite. O encontro que contará com a presença de renomados grafiteiros, ocorrerá no dia 22 de junho, no Auditório do Museu da Imagem e do Som e será transmitido ao vivo, via internet, para espaços culturais das cidades de Santos, Sorocaba, Campinas e São José dos Campos.

A programação de cultura de rua contou com a curadoria de Felipe Lavignatti e Andre Deak do projeto Arte fora do Museu.


Visitas às diversas atrações do 17º Cultura Inglesa Festival ainda podem garantir uma viagem para a Inglaterra. Para participar do concurso cultural, os interessados devem preencher um cupom com uma resposta criativa para a seguinte pergunta –

“Se você pudesse ser algum dos artistas que vai agitar o CIF, qual deles seria? E por quê?”.

O autor da melhor resposta vai poder curtir uma viagem para a Inglaterra com tudo pago.

Mais informações: http://festival.culturainglesasp.com.br

REDES SOCIAIS

Twitter: twitter.com/culturainglesa
Facebook: facebook.com/culturainglesasp
Youtube: youtube.com/culturainglesa
Google+: http://bit.ly/CIFgoogleplus
 

Sobre Emerson Lara

Cinéfilo. Colecionador de filmes, séries, quadrinhos, action figures. Fundador e Editor chefe do Central 42.

Veja também:

Natal Iluminado

Natal Iluminado traz espetáculo cultural emocionante

Natal Iluminado promete um emocionante espetáculo que integra projeção mapeada, teatro, dança, circo, música ao vivo e coreografias aéreas.