Home / Quadrinhos / Death Note – Black Edition. Edição para colecionadores.

Death Note – Black Edition. Edição para colecionadores.

A obra de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata foi um fenômeno de vendas no Japão e acabou estourando no mundo, virando sucesso instantâneo na Alemanha, França, Itália, EUA, entre outros países. A série foi publicada no Brasil em tankobon pela Editora JBC em 2007, caiu nas graças do público, e agora volta em um formato inédito que agradará aos fãs e também a quem nunca leu esse mangá.

A publicação de Black Edition vem para contemplar um segmento pouco explorado do mercado nacional de mangás: os colecionadores. Por isso esta edição mais do que especial será lançada em livrarias e lojas especializadas.

Em seis edições de luxo que compreendem dois tankobons em cada volume, com média de 450 páginas, Death Note[bb] BE virá com oito páginas coloridas no começo da edição, papel especial, capa envernizada e acabamento diferenciado, além de revisão da tradução. Tudo isso faz de Black Edition um item indispensável a qualquer coleção.

A previsão é que Death Note – Black Edition chegue às livrarias e lojas especializadas ainda no primeiro semestre, em formato de luxo, papel especial, 8 páginas coloridas, ao preço de R$39,90 e periodicidade mensal (por ser direcionado às lojas especializadas, os mangás[bb] não serão recolhidos mesmo quando novos volumes chegarem).

A História

O acaso faz com que o estudante Light Yagami se torne dono de um misterioso caderno de capa preta com os dizeres “Death Note”. Em pouco tempo, o rapaz se dá conta do incrível poder daquele objeto: ao escrever ali o nome de qualquer pessoa que escolha, ela acaba morta!

Filho do chefe de polícia da cidade e dono de um forte senso de justiça, o jovem decide utilizar o caderno para punir aqueles que ferem a sociedade e passa a escrever ali o nome de criminosos. A morte de tantas pessoas chama atenção das autoridades e, em uma medida extrema, o grande detetive L é contratado para solucionar o caso.

O sagaz L será capaz de resolver esse mistério? Como Light irá lidar com essa oposição à sua cruzada por justiça? Reviravoltas e muito suspense fazem parte desta fantástica história.

Os Personagens

Light Yagami – Colegial brilhante, Light se vê dono de um caderno com poderes inimagináveis. Decidido a livrar a sociedade de seus membros impuros, o jovem passa a assassinar criminosos e infratores.

L – O maior detetive do mundo, L é chamado para solucionar o quebra-cabeça envolvendo a misteriosa onda de mortes de criminosos. Dono de uma mente afiada, o detetive se esforçará para desvendar todos os aspectos deste novo caso.

Ryuk – Um dos deuses da morte (Shinigamis). Entediado, Ryuk decide “perder” seu Death Note, e o deixa cair no Mundo dos Humanos. O Shinigami acompanha o atual dono do caderno, com uma curiosidade mórbida sobre o que virá a seguir.

Os Autores

Tsugumi Ohba, roteirista de Death Note, sua vida pessoal é um mistério. Muitos especulam que o autor trabalhe com um pseudônimo. O que nós sabemos de fato sobre este misterioso roteirista: Ohba coleciona xícaras de chá e senta-se com os pés sobre a cadeira enquanto trabalha, atividade que transmitiu ao personagem L.

Takeshi Obata nasceu em fevereiro de 1969 e é um desenhista muito elogiado. Seus trabalhos mais famosos são Death Note, Hikaru no Go e Blue Dragon – Ral Grad. Entre seus assistentes estão grandes nomes da indústria como Nobuhiro Watsuki, autor de Rurouni Kenshin.

A dupla também trabalhou no mangá Bakuman. A obra explora os bastidores do mercado editorial japonês e mostra o percurso que um jovem mangaká deve cursar. A série foi publicada na íntegra no Brasil pela Editora JBC.

 

Sobre Central 42

Veja também:

Fest Comix

Preparem-se para a 22ª Fest Comix

A nova edição da mais tradicional feira de quadrinhos do Brasil acontece em São Paulo nos dias 17, …