Home / Falando Curto e Grosso / Em Ritmo de Fuga diverte com música e perseguições emocionantes
em ritmo de fuga

Em Ritmo de Fuga diverte com música e perseguições emocionantes


Em Ritmo de Fuga (Baby Driver) é o novo filme de Edgar Wright.

Baby (Ansel Elgort) protagoniza, de forma eletrizante, um motorista que usa a em ritmo de fugamúsica para impulsionar a pisada no acelerador e dirigir para bandidos em fuga. Ele não tira seus fones de ouvido, que usa para disfarçar o zumbido que o acompanha desde a infância, depois de um acidente que vitimou seus pais.

Detalhe para os ipods diferentes, que usa para cada ocasião e com músicas selecionadas, entre elas que mesmo mixou usando trechos de conversas que gravava.

Destaque para “Bellbottoms”, do The Jon Spencer Blues Explosion), que parece ser a trilha perfeita para o personagem e filme.

Mas vale registrar que a trilha é perfeita, não somente para uma cena de ação, mas para todo filme. Sem dúvida, uma playlist para ser ouvida sempre.

Baby é um “rapaz do bem” que entrou por acaso no mundo do crime, trabalhando para o mafioso Doc (Kevin Spacey em excelente atuação, como sempre). Doc prefere não trabalhar com o mesmo grupo em mais de um assalto, mas Baby é especial e sempre o acompanha, como se fosse um amuleto, por isso nem sempre ganha a simpatia dos outros bandidos.

O rapaz, na verdade, só quer sair do mundo do crime e, depois de conhecer a garçonete Debra (Lily James), não pensa em outra coisa. Isso faz com que seu comportamento mude, perdendo a confiança de Doc e o colocando em risco no mundo do crime.

O filme conta com um elenco de primeira: o boa pinta Buddy (Jon Hamm), a explosiva Darling (Eiza Gonzalez) e o em ritmo de fuganervoso Griff (Jon Bernthal), que, juntos, vão aplicar um golpe e dividir o dinheiro.

Ainda temos o pai adotivo (CJ Jones) de Baby, que é mudo e passa uma realidade incrível em tela, com uma interação fantástica com o protagonista. E para completar, o pequeno sobrinho de Doc (Brogan Hall), que em duas cenas consegue te arrancar boas risadas.

Edgar Wright consegue fazer com que você se prenda a narrativa, de maneira divertida e eletrizante, onde tudo parece estar bem encaixado com cenas bem coreografadas e perseguições emocionantes, algumas de dar frio na barriga.

Destaque na cena em que estão Baby e Debra jantando, durante o brinde, ela com sua taça de vinho e ele (exemplarmente) segurando seu copo de refrigerante. Portanto, fica a dica: se for dirigir, não beba!

Em Ritmo de Fuga (Baby Driver) é o novo filme de Edgar Wright. Baby (Ansel Elgort) protagoniza, de forma eletrizante, um motorista que usa a música para impulsionar a pisada no acelerador e dirigir para bandidos em fuga. Ele não tira seus fones de ouvido, que usa para disfarçar o zumbido que o acompanha desde a infância, depois de um acidente que vitimou seus pais. Detalhe para os ipods diferentes, que usa para cada ocasião e com músicas selecionadas, entre elas que mesmo mixou usando trechos de conversas que gravava. Destaque para “Bellbottoms", do The Jon Spencer Blues Explosion), que…

Avaliação Geral

Em Ritmo de Fuga

User Rating: Be the first one !

Sobre Rose Canal

Atriz formada na escola de Teatro Porto Alegre e com vários cursos de cinema e teatro. Amante das artes, da música, fiz pontas em filmes e mini séries.

Veja também:

Formidável

Formidável, o título perfeito para o novo filme de Michel Hazanivicius

Formidável é um dos filmes mais gostosos que vi este ano. É filme que veria novamente e é daqueles filmes que dá vontade de ter participado.