Home / Saúde e Comportamento / Eu odeio a pipoca do Abril

Eu odeio a pipoca do Abril

Resolvi escrever este post pra falar de algo que vem me incomodando cada vez mais ultimamente. A educação (ou falta de) das pessoas nas salas de exibição, sejam elas de teatro ou cinema aqui em São Paulo.

Parece que a cada dia que passa as pessoas se respeitam menos e não se importam em incomodar quem está do lado e quer prestar atenção ao que está sendo exibido.

Quer coisa mais chata que no escurinho do cinema alguém sacar de um celular que mais parece uma lanterna para olhar ou enviar torpedos? As pessoas acham que só porque não faz barulho também não incomoda, mas incomoda e muito e tira mais o foco de quem está perto do que o próprio toque do celular, pois a luz chama muito a atenção.

E aqueles que levam lanches enormes de certas lanchonetes que nem vou citar o nome para comer dentro do cinema? Daí você é obrigado a assistir ao filme com aquele cheiro de dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles no pão com gergelim. Nem sempre (ou nunca) isto é muito agradável.

Chegar atrasado em teatros tem sido cada vez mais comum também, e pior, as pessoas chegam atrasadas e querem se sentar nos seus lugares, sem se preocupar em atrapalhar quem já está assistindo à peça e até mesmo aos atores no palco que acabam se desconcentrando com o movimento na platéia. Chegou atrasado fica quietinho no primeiro lugar vago que encontrar e só vá para o seu lugar quando tiver certeza de que não irá atrapalhar ninguém.

Outra coisa que me incomoda e que a grande maioria dos casais nem percebe que faz é ficar juntinho no cinema ou no teatro, um gruda a cabeça na cabeça do outro e quem está atrás que se vire pra tentar ver o que está acontecendo lá na frente. Não é por mal, mas os casais apaixonados vão continuar apaixonados mesmo que ficarem sentadinhos bonitinhos nas poltronas, sem ter que ficar se encostando Fica a dica.

E aqui abro espaço para falar do tema que dá nome ao post e que me deixa louca: A PIPOCA DO TEATRO ABRIL. Nada contra a pobre da pipoca que até é gostosa, mas ela atrapalha e muito a vida de quem quer ouvir o que acontece no palco. Esse ponto talvez seja mais responsabilidade da administração do teatro do que das pessoas, pois é um absurdo permitir que se façam verdadeiros pic nics na sala de exibição onde uma pessoa chega a pagar até R$ 250,00 por um ingresso. O que não descarta também a responsabilidade da platéia que deveria ter o bom senso de não levar “farofa” para a sala de exibição. Parece coisa de gente chata (sim, eu sou chata), mas o barulho da maldita pipoca sendo mastigada e a caixinha da mesma sendo amassada irritam profundamente, ainda mais em momentos de silêncio.

Eu sinto que cada vez mais as pessoas perdem o sentido da palavra cidadania e não querem saber de respeitar o próximo. Isso é muito preocupante, pois daqui a pouco voltaremos a viver em uma verdadeira selva, cheia de “animais” soltos por aí. Não é difícil ser educado e nem dá tanto trabalho assim, basta um pouquinho de bom senso.

E você? O que te irrita mais no cinema, teatro ou afins? Traga mais exemplos pra que juntos possamos manter uma convivência mais agradável nos espaços coletivos e aprender com as dicas e broncas uns dos outros.

Lista de Posts recentes:

[PTP]posts[/PTP]

Sobre viviane_navarro

Veja também:

Líder em cosméticos naturais, orgânicos e veganos estará na 11ª Beauty Fair

Entre os dias 05 e 08 de setembro a Surya Brasil estará presente na 11ª …