Home / Cultura e Entretenimento / EVITA PERÓN – SANTA OU MANIPULADORA?

EVITA PERÓN – SANTA OU MANIPULADORA?

Fui assistir pela segunda vez o Musical Evita, em cartaz no Teatro Alfa em São Paulo. A montagem está impecável como tudo que Jorge Takla faz.

O Elenco principal conta com Paula Capovilla no papel título, Daniel Boaventura como Juan Domingo Perón e Fred Silveira no papel de Che Guevara, o narrador da história.

O musical conta a História de Eva Duarte, que menina já sonhava em conquistar Buenos Aires. Para realizar seu desejo não mediu esforços e nem teve escrúpulos, galgando cada degrau da fama e do sucesso aproveitando-se de homens cada vez mais poderosos até que conheceu Juan Perón, com quem veio a se casar. Graças à ambição de Evita e ao seu carisma (ou seria poder de manipulação?) Perón ascendeu ao poder, chegando à Presidência da Argentina, intitulando-se o defensor dos descamisados e tiranizados.

http://youtu.be/0WseWckWXPU

A peça retrata bem o lado populista de Evita, mostrando que sob a fachada de mãe dos pobres só tinha em mente realização pessoal e sede pelo poder.

Paula Capovilla está perfeita no papel, cantando e atuando divinamente, com sua presença de palco marcante e perfeita caracterização. Realmente convence e emociona ao encarnar o papel.

http://youtu.be/ANnx_eNJvH4

Daniel Boaventura faz um Perón perfeito, frio e sisudo como não poderia deixar de ser um militar de alto escalão. Tem poucos momentos de glória no espetáculo, mas quando tem a chance mostra que é capaz, cantando e emocionando com sua voz grave e seu charme e beleza indiscutíveis.

http://youtu.be/bMEcGyacJ78

No entanto, na minha singela opinião, quem rouba a cena neste trio de protagonistas é Fred Silveira, que simplesmente arrasa com seu Che Guevara cínico, irônico e sagaz. Cabe a ele, durante todo o tempo, mostrar que a “Santa Evita” não é assim tão santa e que a tal preocupação com os descamisados não passa de uma farsa para benefício próprio. Fred canta e encanta com sua voz forte e suas caras e bocas. Depois de ser, entre outros,  o “guardinha do fosso” de O Fantasma da Ópera, mostrar toda a sua competência como Trekkie Monstro e Nicky, os polêmicos bonecos de Avenida Q, finalmente tem o destaque que merece neste musical.

http://youtu.be/0n_xOfyNOPY

Bianca Tadini também merece destaque, pois em seu único solo como amante de Perón, mostra a que veio e canta com o coração, transmitindo todo o sofrimento da personagem que acaba de ser humilhada pelo novo casal que acabara de se formar.

O cenário é simples e funcional, além de extremamente elegante. Serve como fundo para as projeções de fotos e vídeos reais que vão contando a história da Argentina entremeada pelas histórias de Evita e Perón, mesclando de forma muito interessante  ficção e  realidade, principalmente ao mostrar cenas do funeral de Evita e da posse de Perón, deixando claro o fascínio que esta personagem emblemática exercia nos argentinos.

Uma das características do diretor Jorge Takla é a excelência de seus figurinos, produzidos com riqueza de detalhes, muito bom gosto e luxuosidade. Em Evita não seria diferente e o figurino de todo o elenco, mas em especial de nossa heroína é de cair o queixo. Impossível não citar o vestido preto usado no Baile onde Evita conhece Perón e o vestido branco da posse, que são magníficos, como se pode ver pelas fotos a seguir.

Em suma, o musical é fantástico, perfeito em todos os sentidos. Lindas canções, excelentes interpretações e um elenco excelente. Imperdível para quem gosta de teatro e aprecia produções muito bem cuidadas.

Só pra constar, saí de lá com vontade de assistir novamente. Oh vício!!!  kkkkkkk

Evita continua em cartaz no Teatro Alfa até julho.

Lista de Posts recentes:

[PTP]posts[/PTP]

Sobre viviane_navarro

Veja também:

Experiência Alice

Venha mergulhar com a gente na exposição Experiência Alice

Está aberta ao público a exposição Experiência Alice no Shopping JK Iguatemi e tivemos a oportunidade de conferir com antecedência o que está por vir.