Home / Falando Curto e Grosso / Falando Curto e Grosso sobre “Guerra Mundial Z”

Falando Curto e Grosso sobre “Guerra Mundial Z”

Guerra Mundial ZGuerra Mundial Z é um filme de ação e suspense dirigido por Marc Forster, o mesmo diretor de filmes como: A Última Ceia com Halle Berry, Em Busca da Terra do Nunca com Johnny Depp, Mais Estranho que a Ficção com Will Ferrell e do filme Quantum of Solace da franquia 007.

Em Guerra mundial Z, o diretor deixou claro ser capaz também de dirigir um filme de ação com doses constantes de suspense, além de acertar mais uma vez na escolha de seu protagonista, nesse caso Brad Pitt.

A sinopse nos conta que um vírus infectou toda a humanidade e está transformando pessoas em zumbis numa velocidade incrível. O que difere essa sinopse de outras praticamente iguais, é que o zumbi não come a pessoa, ele simplesmente morde para espalhar o vírus e não para se alimentar. Sendo assim, Brad Pitt é chamado pela ONU para guiar um médico especialista em doenças na procura da cura. A sinopse é a primeira peça do quebra cabeça que o personagem de Brad Pitt precisa montar. O diretor abusa do suspense nos colocando em cenas tensas, onde qualquer movimento em falso pode ocasionar a morte e logo em seguida nos guia em uma ação da mais alta qualidade.

O zumbis são poucos explorados em closes, o que dá mais trabalho para os efeitos especiais, pois a maioria das cenas dos zumbis são filmadas por cima, com a justificativa da visão de aviões e helicópteros, transportes bastantes utilizados nos filmes. Logo é possível ver grandes sequencias de cenas que vimos nos trailers e nas fotos promocionais, onde zumbis atacam no meio do tumulto ou se amontoam para escalar paredes. Efeito que fica bem aterrorizante quando se é somado com a filmagem de câmeras presas, mas em constante movimento. O diretor também usa de filmagens em vários tipos de veículos, até em bicicletas, para nos manter uma visão em constante movimento e aumentar o suspense da fuga dos zumbis.

Os Zumbis são a causa da história, mas nunca chega a ser o ponto principal do roteiro, que nesse caso é a investigação constante feita por Brad Pitt. O filme não tenta transformar o protagonista em um super-herói, até mostra vários revés vividos pelo protagonista, que são suficiente para retirar esse rótulo, mas o raciocínio muito rápido e a coragem dentro de situações extremas, algo bem justificado pelo passado do personagem, somando com uma atuação carismática e humana de Brad Pitt, nos faz idolatrá-lo mesmo assim.

Ultimamente tem sido comum filmes de ação com suspense, podemos lembrar instantaneamente de Resident Evil, mas realmente só me lembro de ter visto algo dessa qualidade nesse estilo em vídeos games. O 3D não é muito explorado, mas quando é utilizado garante alguns sustos importantes para nos prender e acreditar na história.

Brad Pitt não precisou se transformar fisicamente para entregar um trabalho genial. O diretor utilizou bem o rosto e a presença de Brad Pitt em cenas onde o valorizava como ator, para nos assustar com imprevistos e começar uma sequencia de ação. Sem falar que a montagem foi perfeita para nos colocar na cabeça do protagonista e montar o quebra cabeça junto dele.

Guerra Mundial Z me surpreendeu demais e é sem dúvida, até agora, um dos melhores filmes do ano em minha opinião. Certamente será um filme lembrado na filmografia de Brad Pitt e tem um final bem satisfatório, pois nele você pode ter uma continuação ou encerrar a história com chave de ouro.

E depois dessa grata surpresa, eu coloco Marc Forster novamente na minha lista de diretores que precisarei assistir seus próximos filmes.

Classificação: ÓTIMO

[youtube video=”HcwTxRuq-uk” width=”600″]

Guerra Mundial Z (World War Z)

Sinopse: Guerra Mundial Z acompanha Gerry Lane (Brad Pitt), funcionário da ONU que percorre o mundo numa corrida contra o tempo para deter a pandemia zumbi que está derrotando exércitos e governos, e ameaçando dizimar a própria humanidade.
Direção: Marc Forster
Elenco: Brad Pitt, Mireille Enos, Eric West, James Badge Dale, Matthew Fox, Elyes Gabel, David Andrews, Julian Seager, Daniel Newman, Sterling Jerins, Michiel Huisman, Abigail Hargrove.
Gênero: Terror-Ação
Duração: 116 min.
Distribuidora:  Paramount Pictures
 

Sobre Marcio Tarantino

Veja também:

Alien covenant banner

Alien Covenant – A espera da “MÃE” ou apenas perdido no espaço?

Alien: Covenant tem pouca construção das personagens, elenco sem tempero e, na verdade, esse é um filme de um ator só. Michael Fassbender.