Home / Cultura e Entretenimento / Filmes 3D: vilões ou mocinhos?

Filmes 3D: vilões ou mocinhos?

O cinema estava em crise. Com as tv’s de alta definição, blu-ray’s players e discos caindo de preço, qualquer pessoa tinha acesso a um equipamento de última geração para ver filmes no conforto do lar. Não esquecendo que a pirataria também corre solta no comércio informal. E por isso, as salas de cinema foram gradativamente sendo abandonadas.

Então surge novamente o Midas James Cameron que apresenta Avatar com a nova tecnologia 3D. Causou um alvoroço na indústria cinematográfica e mídia em geral.

As salas voltaram a ficar lotadas. Todos comentando a sensação magnífica de estar dentro do filme, ainda mais àqueles que buscaram salas IMAX notando o grande envolvimento tridimensional. As bilheterias começaram a inflar. O cinema estava salvo.

Alguns deslizes em alguns filmes aconteceram, pois não foram filmados propriamente em 3D e sim, convertidos. Outros filmes usaram a tecnologia do jeito correto e se saíram muito bem. Outros nem o 3D salvaram o mais importante de um filme: a história.

Uma coisa precisa ser notada. De tempos em tempos. Ou melhor, décadas em décadas, a indústria cinematográfica arrisca com alguma tecnologia para atrair público. Foi com a projeção digital, o IMAX, e muitas vezes com o 3D. Sim, o 3D já faz parte da história do cinema há muito tempo. Desde os anos 50 os óculos tentaram criar o efeito de profundidade que criavam imagens emergindo das telas.

Eu vi alguns filmes em 3D: Avatar (excelente); Alice no País das Maravilhas (3D usado para jogar coisas na platéia e história fraca); Rio (excelente uso da tecnologia, mas não necessária); Harry Potter 7.2 e Capitão América (péssimo 3D e película escura demais).

Minha opinião é que o 3D está com seus dias contados novamente. Já ouço muitos reclamarem dos óculos pesados e incômodos; das projeções escuras; da péssima conversão da tecnologia (ao mexer um pouco a cabeça, a imagem fica embaçada); e por aí vai. E algo que faz seus olhos e cérebro serem enganados, para criar a sensação de profundidade, não é uma coisa tão saudável e boa assim.

Eu quando procuro um filme no cinema, sempre faço uma busca se é legendado. Agora acrescentei mais um item: se ele é 2D. 3D nunca mais. Ou me convença do contrário

 

Lista de Posts recentes:
[PTP]posts[/PTP]

Sobre Emerson Lara

Cinéfilo. Colecionador de filmes, séries, quadrinhos, action figures. Fundador e Editor chefe do Central 42.

Veja também:

Natal Iluminado

Natal Iluminado traz espetáculo cultural emocionante

Natal Iluminado promete um emocionante espetáculo que integra projeção mapeada, teatro, dança, circo, música ao vivo e coreografias aéreas.