Home / Caverna do Wagão / O retorno do vinil

O retorno do vinil


20140702_161709Por quase duas décadas, o famoso vinil, também mais conhecido como “Bolachão” ou simplesmente Long Play (LP), parou de ser produzido nas fábricas (gravadoras).

O vinil se tornou artigo de sebo e o mercado passou a existir somente em pequenos nichos de nostalgia, alimentado por aficionados e colecionadores.

Nos últimos anos essa realidade tem mudado consideravelmente. A maioria dos discos é antiga, o preço é menor e o acesso está mais fácil pela internet.

A Polysom voltou a produzir, mas ainda são caros os novos discos. Os antigos custam de R$ 5,00 até R$ 15,00 quando não são peças de colecionador e os novos estão na faixa de R$ 100,00.

Muitas bandas famosas e consagradas voltaram a produzir os LPs em seus últimos álbuns como:

Black Sabbath – 13
Deep Purple – Fireball
Motörhead – Aftershock
Daft Punk – Random Access Memories
 

Ouvir um vinil é a volta do prazer de ouvir música. É dedicar uma parte do dia para se recordar as músicas do passado: posicionando a agulha cuidadosamente no início do disco, abaixamos o braço que sustenta a agulha e começa a primeira faixa do lado A. Pelos próximos 20 minutos podemos nos sentar para apreciar sua reprodução atentamente ouvindo os chiados de fundo até parar para virar o disco e repetir o processo novamente para tocar o lado B.

Não quero dizer com isso que sou contra o CD. Eu tenho 29 anos e em casa escuto o meu bom e velho Rock N’ Roll em discos de vinil, faço isso desde que me conheço por gente, pegando essa enorme paixão vinda do meu pai.

Sobre Wagão Ongaro

Nerd, cervejeiro, roqueiro, colecionador de brinquedos e sofredor de Bullying.

Veja também:

Por que 13 de Julho é o Dia Mundial do Rock?

Todo ano, o dia 13 de Julho é considerado o Dia Mundial do Rock graças …