Home / Cabide de Arame / O veganismo na moda

O veganismo na moda

Roupas, acessórios e alimentos isentos de ingredientes de origem animal fizeram parte da semana de moda em NY, o último New York Fashion Week. O badalado evento chamou a atenção por misturar moda e comida vegana.

O veganismo é um estilo de vida com base nos direitos dos animais que procura evitar na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração contra os animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade considerada especista.

As marcas Arden Wohl x Cri de Coeur, a Brave GentleMan e a Gardein, sendo respectivamente: de bolsas e sapatos para mulheres, de roupas masculinas sofisticadas e a última, de pratos à base de vegetais, foram os três nomes que fizeram parta dos sete dias do evento e agradaram veganos e não veganos com suas novidades.

modavegana1

A Arden Wohl x Cri de Coeur apresentou uma coleção inspirada pela arte do pintor francês pós-impressionista Paul Gauguin. Os modernos acessórios são vibrantes, com padrões florais e tecidos naturais trazendo como referencia o Tahiti, lugar que o pintor viveu por muito tempo.

modavegana3 modavegana2

Brave GentleMan impressionou com sua coleção Primavera/ Verão 2015.  Tecidos tecnologicamente avançados foram apresentados pela marca. O fundador da grife é Joshua Katcher, vegano há 16 anos, que resolveu lançar a própria linha por necessidade: “Havia coisas que eu queria e não existiam. Então, eu comecei a escrever sobre isso em 2008 com a The Discerning Brute, e comecei a fazer em 2010, com a Brave GentleMan”. O designer de 33 anos de idade vem transformando garrafas plásticas recicláveis em fibras e dispondo de outros materiais de ponta. Ele usa e abusa do couro sintético produzido de modo sustentável, camurça e lã também sintéticas. “Essa coleção tem o intuito de unir as figuras do rebelde com o do homem de negócios”, explicou Katcher.

Foto: Nell Alk
Foto: Nell Alk

E  a ‘moda consciente’ também chegou ao mundo das noivas. A estilista paulista Renata Buzzo, criou uma marca vegana de vestidos de noiva. Vegana há 2 anos, Renata Buzzo percebeu que não conseguiria trabalhar em algo que não estivesse de acordo com seu estilo de vida. Para confeccionar seus vestidos, Renata utiliza tecidos como crepe, tule e muitas variações de algodão e linho e foca em uma produção sem materiais como pérolas naturais e botões de ossos.

Fotos: Guto Mori/Divulgação e Júlia Rodrigues
Fotos: Guto Mori/Divulgação e Júlia Rodrigues

“Não uso seda, botões de ossos, chifres ou pérolas naturais. Se tenho sobra de algum material, sempre reaproveito, nem que seja em um arranjo de cabelo.”  Ao mesmo tempo, confessa que ser cem por cento sustentável é uma utopia. “Para o algodão chegar até mim, ele precisa ser transportado. De algum modo, estarei poluindo. O que tento é amenizar ao máximo o meu impacto na natureza.”

Para quem se interessou pelo assunto: 5 marcas nacionais de moda vegan selecionadas pelo Modices [Só clicar!].

Fontes: M de Mulher e Anda

Sobre Juliana Farina

Social Media, sempre conectada. Apaixonada pela natureza, ama os animais, vegan, bailarina, fashionista e curiosa.

Veja também:

A evolução dos vestidos de noiva nos últimos 100 anos

Depois da Evolução do Biquíni e dos 100 anos de moda feminina em 2 minutos, …