Home / Falando Curto e Grosso / Sinfonia para Ana é filme sensível vencedor do Festival de Gramado
Sinfonia para Ana

Sinfonia para Ana é filme sensível vencedor do Festival de Gramado


Sinfonia para Ana é o vencedor de Melhor Longa Estrangeiro do 45º Festival de Cinema de Gramado.Sinfonia para Ana cartaz

Confesso que tinha muita expectativa sobre o filme, que se cumpriu.

Filme dirigido por Virna Molina e Ernesto Ardito, baseado no romance de Gabi Meik.

O filme, contado com muita sensibilidade, é a história de Ana (Isadora Ardito), uma adolescente que está descobrindo o mundo e precisa se dividir entre uma grande amizade e um novo amor, justamente no momento em que seu país é tomado pelo Golpe Militar de 1976.

A paixão por Lito (Rafael Federman), a vontade de ajudar seu País e lutar por ideais políticos pareciam estar sempre em constante conflito, demonstrando imaturidade e colocando em risco sua própria vida, juntamente com seus colegas.

Por ser uma menina de classe média e estudar em uma escola tradicional de Buenos Aires, também precisava enfrentar seus pais que zelavam por sua segurança e sabiam que, o idealismo e os protestos em que a filha se envolvia, poderiam trazer consequências trágicas, pois muitos eram presos, torturados e, também, desapareciam.

O filme, é atual, arrebatador, sensorial.

Por conta da trilha, que de fato é uma sinfonia, nos toca e viajamos em sua trajetória.

Uma verdadeira montanha russa de emoções até o fim.

Elenco bem preparado, que se entregam com muita maturidade em cena e é impossível não sentir as dores dos personagens, suas frustrações e anseios.

A fotografia contribui, em destaque para as películas que eram da época, nos presenteando relatos históricos, além de lembranças da infância, nos momentos alegres e tristes.

Algumas pessoas irão se identificar com cada um dos personagens em sua adolescência.

Agora é torcer para que chegue logo nas telonas do Brasil.

Sobre Rose Canal

Atriz formada na escola de Teatro Porto Alegre e com vários cursos de cinema e teatro. Amante das artes, da música, fiz pontas em filmes e mini séries.

Veja também:

Formidável

Formidável, o título perfeito para o novo filme de Michel Hazanivicius

Formidável é um dos filmes mais gostosos que vi este ano. É filme que veria novamente e é daqueles filmes que dá vontade de ter participado.