Home / Lollapalooza / Lollapalooza 2015 – Que ronquem os amplificadores

Lollapalooza 2015 – Que ronquem os amplificadores

Lollapalooza BrasilNesses tempos onde fãs de automobilismo reclamam da falta de barulho produzido pelos novos motores da F-1, podemos dizer que o Autódromo de Interlagos vai tremer.

Nos dias 28 e 29 de março chega a São Paulo a edição 2015 de um dos maiores festivais de música do mundo.

Vai pro Lolla?

Então, prepare-se para dois dias que vão fazer sua cabeça querer sair do pescoço.

Já seria uma bomba poder ver Jack White e Robert Plant no palco no mesmo dia, não é?

Mas sempre queremos mais e dessa vez teremos.

No auge de seus 66 anos, Robert Plant and The Sensational Space Shifters sobem ao palco no dia 28 de março, promovendo o novo álbum ‘Lullaby and… The Ceaseless Roar’, lançado em setembro de 2014, que já tem entre as preferidas do público “Rainbow” e “Somebody There”.

Se não temos mais aquela voz aguda de fazer zunir os ouvidos e a guitarra do Senhor Jimmy Page, podemos esperar um por um Plant ainda com a energia dos velhos tempos de Led Zepellin e uma banda de respeito, que trouxe para as faixas do disco uma mistura de elementos que faz do disco quase um “World Music”.

Então não teremos mais aquele Hard Rock, aquele monte de solos de guitarra que fazem a gente querer mais?

Calma, podemos esperar alguns clássicos do Led Zeppelin, mas não vamos estragar a surpresa.

Robert Plant and the Sensational Space Shifters

E já seria suficiente matar a saudade de Robert Plant ali, ao vivo e a cores, mas o Lollapalloza não quer que você saia de lá apenas com um sorriso no rosto. Não, eles querem te ver explodir. Então, no mesmo palco, no mesmo dia, aparece um tal de Jack White.

Ex-vocalista do White Strips, entre outros milhões de coisas, projetos e parcerias nas quais está sempre envolvido, Jack White promove seu último álbum, “Lazaretto”, lançado em junho de 2014, com destaque para a faixa que dá nome ao disco e ainda “High Ball Stepper” e “I Think I Found the Culprit”.

Vencedor de 3 Grammy Awards e considerado pela Rolling Stone um dos 70 maiores guitarristas de todos os tempos, acho que dispensa maiores apresentações.

Mas o Lollapalooza não para por aí.

Teremos ainda o indie rock do Bastille, banda inglesa formada em 2010, como projeto do vocalista Dan Smith, além do rock alternativo do ALT-j, outra banda inglesa que está na estrada desde 2007.

Então os joelhos já não aguentam mais pular, o pescoço já está doendo e a gente nem sabe onde foi parar o pé esquerdo do tênis. Já podemos ir pra casa?

Por isso, estamos falando de um dos maiores festivais de música do mundo – teremos muito mais!

Os dias serão longos e barulhentos ao som de Skrillex, Kasabian, Major Lazer, Marina and The Diamonds, Kongos, Fitz and The Tantrums, St. Vincent, Dillon Francis, SBTRKT, Banda do Mar, Ritmo Machine, DJ Snake, Boogarins, Bula, Vintage Culture, Baleia, Nem Liminha Ouviu, DJ Anna, E-cologyc vs Jakko.

E no segundo dia ainda teremos The Smashing Pumpkins e… não, esperem, é muita coisa boa em um dia só. Ufa! Falaremos do segundo dia na semana que vem.

Sobre Rodrigo Basilio

Músico, amante de guitarras, cinema e boa música (o que pode ser apenas música, visto que o gosto sempre é pessoal).

Veja também:

Foo Fighters – Lá vai meu herói

“Lá vai meu herói” Foi assim que o público assistiu ao show do Foo Fighters, …